Jaciara - MT,
   
  Enquete
 
 
 
Jaciara Agora
 
Mulher dá a luz na BR-163 com ajuda de uma equipe médica da Rota do Oeste

Postado em: 04/12/2017 17:17:44

Ao perceber que não daria tempo para chegar ao hospital em Cuiabá para ganhar a quarta filha, a dona de casa Ivanete Gurkievicz, de 37 anos, decidiu parar na base de atendimento da Rota do Oeste, no km 388 da BR-364. Lá, ela deu à luz a Melissa, que chegou com 3,2 kg e 48 centímetros, recebendo o apoio da equipe de resgate da concessionária, que ficou bastante emocionada com o atendimento.

Ivanete revela que começou a sentir dores leves pouco depois da meia noite e percebeu que a filha nasceria, mas não tinha ideia que seria tão rápido. Ela e o marido saíram de casa, na Vila Olho D Água, por volta da 0h40. “No caminho, percebemos que não daria tempo para chegar ao hospital e ele teve a ideia de pedir ajuda na base da Rota do Oeste. Eu nunca imaginei que teria um parto na rodovia”.

Ela relata que recebeu muito apoio dos integrantes que estavam na base e todos os procedimentos foram realizados para garantir a saúde dela e da filha. “Acho que estavam meio nervosos, no começo, mas depois foi a maior animação. Eles tiraram fotos com a bebê e comigo. Eu fui muito bem tratada com a minha filha”.

Este é o nono parto realizado pelas equipes médicas da Rota do Oeste, desde setembro de 2014, quando iniciaram os atendimentos operacionais na BR-163, e o terceiro registrado na Base do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU) 07, em Santo Antônio de Leverger. Mas foi inédito para a equipe composta pelo médico Thiago Castro Silva, pelo enfermeiro Vinicius Camolesi e pelo condutor-socorrista Agno Costa.

“Outros colegas já tinham feito parto na rodovia, mas foi a primeira vez que fizemos”, conta o médico, que diz ter ficado muito emocionado com toda a situação. “Eu e o Vinicius temos filhos com um ano de idade e o Agno tem um sobrinho. Foi bem emocionante auxiliar no parto, mais ainda quando entregamos a Melissa para a irmã mais velha segurar”, recorda.

Segundo o médico, Ivanete chegou já no estágio expulsivo e o trabalho que a equipe teve foi de amparar a criança e realizar os procedimentos padrões para a situação. “Ela nasceu com uma saúde boa, choro forte. Foi um dia bem diferente para nós, que somos acostumados a atender vítimas de acidente”.

Passado o susto de Ivanete e depois de todos os cuidados iniciais, ela e a filha foram levadas para o Hospital Santa Helena, em Cuiabá, de onde receberam alta na manhã de sexta (1º). “Estamos em casa e ela é muito calminha. A primeira mamada aconteceu só às 14h de quinta, antes ela só dormia”. (Com Assessoria)

Fonte: www.rdnews.com.br
 

 
0 Comentário(s)
 
Postar Comentário
 
Nome:
E-mail:
Comentário:
 
 
Veja Também

2