Jaciara - MT,
   
  Enquete
 
 
 
Mato Grosso
 
Futuro ministro quer ensino tecnológico em aula desde a educação básica no país

Postado em: 27/11/2018 11:35:59

astronauta Marcos Pontes, futuro ministro de Ciência e Tecnologia, esteve em Cuiabá na manhã desta segunda (26) e defendeu que o ensino tecnológico comece na educação básica e que, no ensino superior nas universidades públicas, haja maior investimento da iniciativa privada, como maneira de financiar as pesquisas e transformá-las em inovação e produtos disponíveis para o mercado.

Com 30 anos de experiência como astronauta, o engenheiro Marcos Pontes deverá enfrentar a onda de cortes públicos programados nos ministérios. “Vou defender a frente da pasta que os recursos para ciência e tecnologia não são gastos, são investimentos. O orçamento está sendo discutido. Educação, ciência e tecnologia não podem ser colocadas de lado. É claro que temos urgências em outras áreas, mas o rápido desenvolvimento econômico é a saída para o país”.

O futuro ministro defendeu mais uma vez que a iniciativa privada enfrente menos burocracia para financiar pesquisas em universidades públicas e especificou que fomentar esse modelo de investimento é uma forma de pensar o desenvolvimento e melhoramento da educação, da ciência e da tecnologia de forma sistêmica. Neste sentido, Marcos também garantiu que vai dar um enfoque muito grande para as carreiras de pesquisa, que hoje, segundo o astronauta, são pouco estimuladas no país.

Marcos ainda defendeu o aprimoramento e expansão do ensino tecnológico desde a escola básica até o nível superior, e aposta que uma aproximação com a iniciativa privada também pode ser eficaz neste sentido, Neste caso, o Sistema S, administrado pelas Federações das Indústrias poderiam ser parceiros eficazes, já que possuem a pragmática e expertise necessárias para aplicar o ensino tecnológico direcionado para as necessidades do mercado.

O futuro ministro pontua que as perspectivas planejadas neste período de transição se baseiam na missão dividida em tripé que Marcos que implantar no ministério da Ciência e Tecnologia a partir de 2019, sendo a produção de conhecimento por meio da ciência, a produção de riquezas para o país por meio de startups, setor de inovação, transformação da ciência já produzida em inovação e produtos e, por fim, a contribuição para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

 

Em Cuiabá, Marcos Pontes realizou uma palestra pela manhã no Centro Sebrae de Sustentabilidade, onde se encontrou com jovens e estudantes para contar sua experiência de vida e como conquistou diversos sonhos, entre os quais ter sido o primeiro brasileiro a viajar para o espaço.

Fonte: www.rdnews.com.br
 

 
0 Comentário(s)
 
Postar Comentário
 
Nome:
E-mail:
Comentário:
 
 
Veja Também

2