Jaciara - MT,
   
  Enquete
 
 
 
Entrevistas
 
“TURISMO ACONTECE QUANDO A POPULAÇÃO ACREDITA NELE”, RESSALTOU A PRESIDENTE DO COMTUR.

Postado em: 03/10/2013 18:17:53
informemt

ENTREVISTA

 

Nesta semana o site www.baladasmt.com.br dá inicio a uma serie de entrevistas que tem como objetivo abordar diversos assuntos ligados a administração municipal e de interesse coletivo.

Na primeira delas, entrevistamos a presidente do (COMTUR) Conselho Municipal de Turismo de Jaciara, Ivana Meneghetti Pires, natural da cidade de Assis/SP , filha do Sr. Olívio Meneghetti e Srª Aparecida Munhóz Meneghetti, casada com o tricolor de coração Sr. Flávio Silva Pires, empresaria do setor hoteleiro, formada no curso de administração pela Eduvale, exerceu o cargo de gerente administrativa das Usinas Jaciara e Pantanal, e se considera Jaciarense de coração.

 

 

“TURISMO ACONTECE QUANDO A POPULAÇÃO ACREDITA NELE”, RESSALTOU PRESIDENTE DO COMTUR

 

 

1- BaladasMT - Quais são as principais atribuições do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) e qual o seu papel integração do segmento?

Ivana- Segundo a Lei  Municipal 1.268 de 16 de julho de 2010, a principal atribuição do COMTUR é implementar a política municipal de turismo junto a Secretaria Municipal de turismo. Também posso dizer-lhe que consideramos como nossas atribuições:  Coordenar, incentivar e promover o turismo no município; Propor a administração municipal e a Sociedade civil medidas de difusão e amparo ao turismo em colaboração com órgãos e entidades oficiais especializadas; Promover a articulação de toda a sociedade através de campanhas que propiciem a transformação de cada cidadão em agente da imagem turística e defensor do patrimônio cultural e ambiental do município; Estimular as atividades culturais e turísticas no município.

2-BaladasMT- A senhora acredita que num futuro próximo o turismo possa vir a ser a mola propulsora da economia em Jaciara?

Ivana-  Acredito, e o COMTUR tem trabalhado para que isto aconteça,  só dependerá de unirmos  COMTUR,  População Jaciarense e Poder Público, e entendermos que o Turismo é muito mais do que lazer. É uma atividade econômica, com implicações políticas, sociais, ambientais e culturais.

3- BaladasMT - As políticas públicas adotadas nas últimas gestões têm sido coerentes com o pensamento do Conselho Municipal de Turismo e outros órgãos representativos do setor. O que falta para a total interação com a iniciativa privada? 

Ivana-  Não gosto muito de falar do passado, mas é do conhecimento de todos  que a Secretaria de Turismo tem servido como moeda de troca político partidária, muitas vezes fazendo parte de sua composição pessoas despreparadas e  meramente figurativas no cargo.  Na atual gestão,  criou-se novamente a Secretaria de Turismo, o que é muito bom, o que esperamos do atual secretário de turismo é que seja um secretário atuante, que se integre cada vez mais com os objetivos do trade turístico, buscando fontes de recursos para que se possa desenvolver projetos  que realmente possam tornar Jaciara merecedora do título de Capital dos Esportes de Aventura do Estado de Mato Grosso.

 

4-BaladasMT- Em sua opinião quais são os principais desafios do COMTUR? Ele possui autonomia própria? O COMTUR já teve acesso ao demonstrativo mensal do (Funtur)?

Ivana-  Para mim o principal desafio do COMTUR é a organização e credibilidade do turismo local, a princípio será a  implantação do Plano Municipal de Turismo. 

Sim, possui autonomia.

Ainda não tivemos acesso ao demonstrativo do FUNTUR,  estamos aguardando resposta ao ofício nº 02/2013 elaborado no dia 15 de agosto de 2013 e protocolado junto à Prefeitura Municipal

5-BaladasMT- Tendo em vista que os maiores atrativos naturais existentes em Jaciara se encontram em propriedades privadas, pergunto: Como o COMTUR pretende trabalhar essa questão?

Ivana-  Seguindo o pensamento do  Presidente do Grupo Pão de Açúcar: “pense grande, comece pequeno e haja rápido” 

Para começarmos a trabalhar o turismo em propriedades privadas, quero propor ao Conselho para selecionarmos de três a quatro propriedades em que seus proprietários queiram fazer parte de nosso roteiro turístico. Sabemos que o turismo defende uma série de medidas preservacionistas, e geralmente o proprietário de áreas privadas  entendem o turismo como uma intervenção, ou uma invasão de sua área, e isto só mudará  com o tempo, quando os primeiros  proprietários  rurais que investirem em áreas turísticas começarem a ganhar dinheiro com isto.  O mais interessante  é que o turismo vai utilizar dentro das áreas rurais, exatamente aquelas áreas que estão preservadas, matos,  morros,  rios, cachoeiras, nascentes e grutas. São essas áreas que serão aproveitadas,  então o proprietário verá que ele pode somar novas atividades, sem deixar de fazer a sua atividade habitual, seja agrícola ou pecuária, apenas tomando certos cuidados para estar de acordo com as leis ambientais.

6- BaladasMT- A senhora usou recentemente a Tribuna Livre do poder Legislativo para fazer algumas reivindicações. Quais foram elas?

Ivana-  Primeiramente quis apresentar aos nossos representantes municipais  a atuação do Conselho e a vontade que o trade turístico tem em desenvolver o turismo de forma consciente e organizado, chamando a atenção de nossos vereadores para a importância do turismo como atividade econômica para a região do Vale do São Lourenço. As reivindicações  foram as seguintes:

Contratação de uma consultoria para elaboração do Plano Municipal de Turismo;

Curso de guia turístico reconhecido pela Embratur;

Normatização das empresas de rafting que operam em Jaciara;

Após a realização do curso de guias, criação de Lei Municipal tornando obrigatório o acompanhamento do guia de turismo em nossos pontos turísticos;

Lei Municipal tornando obrigatória a disciplina do turismo sustentável nas escolas municipais;

Publicação em murais e jornal de circulação municipal do demonstrativo de receitas e despesas, devidamente comprovadas relativas ao FUNTUR (Fundo Municipal do Turismo).  

7-BaladasMT- Como tem sido hoje a integração Secretaria de Turismo e COMTUR?

Ivana- A integração existe, estamos todos em período de aprendizagem, felizmente acredito que estamos encontrando o caminho certo para atingirmos nossos objetivos, que nada mais é do que tornarmos o turismo como uma fonte de renda e desenvolvimento para  nosso município.

8-BaladasMT- Em uma das reivindicações apresentadas ao Executivo esta a contratação de uma consultoria do SEBRAE. De que forma a mesma poderá vir a contribuir para a organização do setor turístico?

Ivana-  A consultoria do SEBRAE , será para realização de oficinas de planejamento participativo, envolvendo trade turístico, população e Poder Publico, visando levantamento de subsídios para posterior elaboração do Plano Municipal de Turismo, que pretendemos elaborar para o período de 2014 a 2017.

9-BaladasMT- Temos o conhecimento de que é de intenção do COMTUR sugerir ao executivo a mudança da nomenclatura de “Temporada de Esportes Radicais” para “Temporada dos Esportes de Aventura”, por quê?

Ivana- Esportes Radicais tem a conotação de esporte de risco, enquanto que Esporte de Aventura nos leva mais para um cenário de segurança e interatividade com  a  natureza.

10-BaladasMT- Por que não foi possível a realização de mais uma edição da “temporada de Esportes Radicais” este ano? Em sua opinião este fato pode ser creditado com maior veemência à falta de recursos ou de organização?

Ivana- A preocupação do Conselho é realizar um evento que fique na memória das pessoas como um marco de beleza, organização e profissionalismo, projetando Jaciara mundialmente. Preferimos optar por não realizar o evento quando fomos comunicados pelo prefeito e secretário de turismo que a verba não estava garantida, podendo não chegar a tempo, então para se economizar, o prefeito sugeriu que se juntasse a realização do Rodeio ao Esporte Radical. O entendimento do Conselho é o seguinte: os dois eventos são importantíssimos para o município, mas, incompatíveis entre si, com públicos completamente diferentes, sugerimos então que se realize o Rodeio e que nesta festa se faça o  lançamento dos Esportes de Aventuras para o ano de 2014.

Atribuo o fato de não realizarmos o Esporte Radical  à falta de organização e planejamento, pois se tivéssemos um Plano de Turismo, ou no mínimo um calendário de eventos, com certeza a Secretaria de Turismo teria tempo para elaborar  um projeto e apresentá-lo ao governo do estado, ou a empresas particulares em tempo hábil  para a captação de recursos ou patrocínios.

11-BaladasMT-  O Brasil está às vésperas de sediar dois megaeventos: Copa do Mundo e Olimpíadas.  Como está nossa infraestrutura em relação a aeroportos, hotéis, restaurantes, serviços? Estamos preparados para causar uma boa impressão para o mundo; e, se não estamos, vamos estar preparados a tempo?

Ivana -  Há muita especulação sobre este assunto,  mas eu prefiro acreditar, talvez seja excesso de otimismo, mas depois que assisti a realização da Copa do Mundo na África do Sul, em meio a todos os problemas existentes, sim, eu acredito estaremos preparados.

 

12-BaladasMT-  O que a senhora pretende deixar como legado para Jaciara ao concluir o seu mandato como presidente do COMTUR?

Ivana –  quero deixar a credibilidade no turismo.

 

Costumo dizer que o povo não sabe a força que tem, quando a população não se interessa  pelos seus direitos, quando se entrega ao espírito determinista, quando vai  na onda do não adianta lutar, é isso mesmo, fazer o que? Quando ficam esperando que a solução dos problemas da comunidade venha de cima para baixo, aí vem o medo, o pessimismo e o pior o comodismo. Precisamos acreditar que de forma pacífica e organizada, através de conversas, união e vontade, poderemos mudar muitas coisas, trazendo benefícios para muitos”.

Fonte: BaladasMT / Rosely Martins
 

 
0 Comentário(s)
 
Postar Comentário
 
Nome:
E-mail:
Comentário:
 
 
Veja Também

2